Culinária regional é uma das atrações de turistas que visitam Mato Grosso


Em Mato Grosso, a culinária tem influências de outras culturas, como a africana, portuguesa e italiana, e somada à migração e miscigenação dos últimos anos

A comida é um dos atrativos para os turistas que visitam Mato Grosso em qualquer época do ano. Além de acolhedora, a culinária regional evidencia uma cultura adquirida ao longo dos séculos, trazida por outros povos, mas enraizada e única, oportunizando aos que chegam uma experiência gastronômica intensa, cheia de sabores.


Em Mato Grosso, a culinária tem influências de outras culturas, como a africana, portuguesa e italiana, e somada à migração e miscigenação dos últimos anos, também se adquiriu o uso de pratos típicos de outras regiões do Brasil.


Entretanto, alguns são considerados bem mato-grossenses, como a Maria Isabel (carne seca com arroz), a galinhada e os peixes, em especial, o Pacú assado, a mojica de Pintado (comum em Cuiabá), a Piraputanga e os caldos de Piranha. Os peixes são consumidos tanto fritos como ensopados, acompanhados de mandioca e ainda, a carne seca com banana-da-terra verde, farofa de banana-da-terra madura, dentre outras delícias.


A rede de Hotéis Mato Grosso não abre mão de oferecer comidas cuiabanas e mato-grossenses em todas as unidades do grupo. Segundo a diretora de Marketing, Adriana Aires, os hóspedes e turistas se encantam com os sabores da galinha com arroz, da paçoca de pilão (carne seca socada em pilão) e até do velho hábito de tomar guaraná ralado pela manhã, um costume entre muitos mato-grossenses.



“Desde o café da manhã já temos o cuidado de oferecer os tradicionais bolos de queijo e de arroz, acompanhados de chá-mate ou café. Os doces e licores também são atrativos curiosos para os visitantes, em especial, o Furrundu (feito de mamão verde e rapadura de cana-de-açúcar), doce de goiaba, de caju, figo, abóbora e rapadura de leite. Os hóspedes adoram e sempre comentam sobre a nossa culinária”, destaca a diretora.


Os austríacos Willy e Elizabeth Koglbauer visitaram Cuiabá, Sinop e o Pantanal recentemente e ficaram encantados com a farofa de banana e os peixes como Pintado e Pacú. Conforme Willy, comer peixe na Áustria custa muito caro e não são saborosos como os daqui. Eles também elogiaram a hospitalidade e a alegria dos mato-grossenses, qualidades sempre exaltadas pelos turistas que visitam o Estado.

“Por isso reproduzidos a culinária cuiabana e mato-grossense nas cozinhas dos hotéis da rede, incorporando temperos únicos e originais com combinações adquiridas por outras culturas, formando um caldeirão de sabores típicos. Ao visitar Mato Grosso é essencial que os hóspedes e turistas apreciem as delícias da nossa cozinha tradicional”, conclui Adriana Aires.


Dia das mães


No próximo domingo (12.05), Dia das Mães, a rede de Hotéis Mato Grosso vai oferecer o tradicional almoço típico cuiabano, às 12h, no Hotel Fazenda Mato Grosso, em Cuiabá. O almoço será acompanhado de música ao vivo, atrações diversas e espaço kids com recreação para as crianças. O convite ainda pode ser adquirido nas recepções dos Hotéis Fazenda Mato Grosso, Hotel Mato Grosso Palace e Hotel Paiaguás ao custo de R$ 80,00 por pessoa. Crianças até 11 anos não pagam. Convites limitados.


(Da Assessoria)




































#comoidaregional #cuiaba #turismo

Posts Em Destaque
Posts Recentes