Artistas fazem exposição com ilustrações para questionar falta de negros nas artes


Traços coloridos que sobrepõe fotografias em preto e branco. Este é o mote da exposição do fotógrafo Rodolfo Luiz em parceria com o artista André Gorayeb. Retratos feitos por Rodo sofreram intervenções de Gora. O resultado deve ser exposto no Metade Cheio, no dia 2 de abril deste ano.


Projeto é composto por 20 desenhos com pessoas negras, homens e mulheres de diferentes idades e nacionalidades. Todas, porém, residentes em Cuiabá.


"A intervenção é composta por ilustrações: a fotografia e o desenho. Embora o termo seja usado frequentemente para se referir a desenhos, pinturas ou colagens, uma fotografia também é uma ilustração", explica a descrição do evento.


O desejo, de acordo com os artistas, é utilizar as ilustrações para enaltecer a cultura negra e homenageá-la, dando seu devido reconhecimento. Eles reafirmam que repensar a representação do negro nas artes deve ser prática de artistas, educadores e professores.


"Embora o mundo seja globalizado, as imagens veiculadas repetem padrões facilmente identificáveis: quando se trata de artes visuais quase sempre nos são apresentados artistas de origem europeia, brancos em sua maioria, e mesmo quando vemos brasileiros quase nunca são artistas negros".


Por esta razão, eles consideram importante a reivindicação do negro na arte. Exposição foi possível por meio de um financiamento coletivo. Em uma vaquinha virtual, eles conseguiram juntar R$ 2 mil.


Serviço


Expo Collab Gora+Rodo

Quando: 2 de abril de 2019

Horário: a partir das 17h

Onde: Metade Cheio

#cultura #fotagrafia #rodolfo #andre #negros

Posts Em Destaque
Posts Recentes