Artista plástica produz série de esculturas inspirada em mulheres e gatos



Convivendo com os animais, Rosylene Pinto se inspira em seu dia a dia e traz as suas melhores referências às obras que produz.


Inspirada em seus gatos, Dengo e Xodó, a artista plástica Rosylene Pinto passou a produzir esculturas que representam os bichanos, mas principalmente simboliza as formas de amor entre os animais e os humanos.


Natural de Cuiabá, ela sempre foi apaixonada pelas artes. Seu pai era desenhista e sua avó materna era ceramista, mas apenas aos 30 anos, em 1999, que Rosylene entrou em um grupo de artistas e passou a trabalhar com pinturas. Atualmente seu foco são as cerâmicas, que trabalha desde 2007, mas trabalha também com fotografias, xilogravuras e as pinturas.


Muitas de suas obras remetem aos santos e a cultura regional, mas atualmente ela está produzindo uma série de esculturas de mulheres com gatos, inspirada nas obras de Di Cavalcanti. “De um tempo para cá eu trabalho com gatos, especificamente porque convivo com gatos. O dengo (branco) foi resgatado há sete anos, já o Xodó (preto) nós resgatamos anos passado (2018)”, contou a artista.


“Quando a gente começa a conviver com os animais, e como eu faço algumas esculturas baseados no cotidiano, acabo trazendo para as obras. É a representação do amor que as pessoas têm pelos animais, eu escolhi o gato, mas há pessoas apaixonadas por cachorros ou outros animais”.

Ela contou ao Circuito Mato Groso que utiliza uma nova técnica em suas esculturas de cerâmica, a pintura quente. Nessa técnica, a pintura é feita depois da modelagem em ponto de couro, que é quando a argila já esta endurecida,, mas ela também faz cerâmicas pintadas a frio, depois do processo de queima.


“Primeiramente é feita a modelagem a mão, por isso não tem nenhuma peça igual, são todas únicas. Feito a mão, deixa secar por uma semana, dependendo do clima. Depois que seca, vai para um forno a gás, com mil graus, durante 8 horas”.


Rosylene explicou que essa queima ocorre durante praticamente o dia inteiro, pois é necessário ficar vigiando e regulando a temperatura do forno. Após as 8 horas de queima, a cerâmica deve ficar esfriando durante 24 horas para ser finalizada.


Ela contou que o valor mínimo para uma peça como estas citadas é de R$600 e produziria peças baseadas em qualquer animal. “Eu tenho várias ideias! Eu já fiz com pássaros, porque o meu quintal é grande e cheio de pássaros. É o meu dia-a-dia que eu trago para as obras”.


SERVIÇO:


A artista está expondo na Galeria Lava Pés e para entrar em contato e encomendar alguma peça basta falar através do telefone (65) 9 9618-2290.


#CULTURA #ESCULTURA #ARTESPLASTICAS #Rosylene

Posts Em Destaque
Posts Recentes