Para despertar consciência das pessoas pela alimentação, empresária cria delivery de marmita vegana



A Alimentha nasceu da vontade de evoluir, espalhar o bem e criar um mundo inclusivo. É assim que a empresária Jessica Greco, de 26 anos, define a empresa criada após levar um susto em decorrência de vários problemas de saúde causados pela má alimentação, stress e a rotina pesada como fotografa em Jundiaí (SP). Ela voltou para Cuiabá e abriu uma empresa de marmitas veganas. O novo estilo de vida que a fez perder 22 kg, sair da depressão e iniciar um processo de cuidado consigo mesma, tem o objetivo de ser um despertar de consciência de autoconhecimento e amor aos animais com uma alimentação simples, natural e do bem.


Jessica Greco que é formada em produção audiovisual e se mudou para São Paulo há cerca de oito anos para se dedicar a paixão pela fotografia. Crescendo profissionalmente e com o tempo para cuidar da saúde cada vez menor, Jessica foi pega de surpresa com um cisto na mão que a impossibilitou, justamente, de fotografar. “Com o cisto no braço, formou uma bola e eu não conseguia mais nem fotografar, não conseguia apertar o botão da máquina. Entrei em surto, desespero, porque era o que eu mais gostava de fazer”, afirma.


A empresária procurou um médico para tratar do problema da mão e o profissional falou que seria necessário fazer três cirurgias. “O médico disse que eu precisava mudar de vida, mudar hábitos alimentares principalmente. Lá em São Paulo é tudo muito corrido, muito rápido, então eu acabava me alimentando muito mal, comendo coisas que não faziam bem para minha saúde, mas que estava ali e era mais fácil na hora”, conta. “Eu gastei dinheiro com ele atoa, fiquei revoltada com o que ele tinha falado e não fiz as cirurgias. Decidi ir então em um acupunturista e como ele mexe um pouco com a parte espiritual, ele me disse que a energia que eu estava consumindo não era legal, falou que eu precisava dar um jeito nisso e mudar. Eu estava muito para baixo e achava que aquilo era o meu normal de estar por causa da vida corrida que eu levava e ele me disse que isso não era normal. Ele me disse que eu não sabia o que era viver, aquilo pra mim foi um despertar espiritual”, afirma. Jessica conta que em um primeiro momento não acreditou. “Nunca fui muito de acreditar nessas coisas, mas achei que pudesse ter algum nexo porque ele estudou para falar aquilo, não ia falar do nada. Comecei a ver vários documentários e tive esse despertar de consciência. Um pouco disso já começou a me assustar, então eu decidi parar com a carne e com o leite que eu já tinha intolerância, mas ainda consumia ovo. Já estava há uns três meses sem ingerir leite e um dia em um trabalho me ofereceram um capuccino, tomei e me senti muito mal, tudo o que eu sentia antes eu senti naquele momento, uma moleza, uma indisposição. Eu vi que não era aquilo mesmo que eu queria para mim e decidi cortar de vez”, lembra.


Um ano após cortar da alimentação todos os produtos de origem animal e se tornar vegana, Jessica conta que já eliminou 22 kg com a mudança na alimentação e com a prática de exercícios físicos. “Comecei a correr na rua, eu estava com início de depressão, em um estágio da vida que estava com vários problemas de saúde, mas essa alimentação foi a cura para mim, por isso quero levar para as pessoas poderem ver que a alimentação vegana não é sem graça como muitos pensam, ela pode ser saborosa e muito nutritiva”, afirma. A empresária começou a colocar a ideia em prática em julho de 2018. Criou toda a parte visual e o marketing da empresa quando ainda morava em Jundiaí (SP), mudou-se para Cuiabá há pouco mais de um mês e deu o ponto a pé inicial para abrir a cozinha. “Eu sempre imaginei que voltando para cá teria que ter essa parte mais estruturada, então comprei tudo novo para a cozinha, todos os equipamentos e utensílios e como é tudo novo não corre o risco de ter contaminação cruzada em nada. Para quem é intolerante ou alérgico, pode consumir tudo com tranquilidade, porque nada com lactose ou glúten foi preparado nessa cozinha”, afirma.


As marmitas são vendidas congeladas, em porções de 500g a R$ 20,00 a unidade. Jessica explica que as instruções e a tabela nutricional de todas as marmitas foram preparadas em parceria com a nutricionista Caroline Comar. Para o dia 8 de março, dia em que se comemora o dia Internacional das Mulheres, ela aproveitou para dar para as clientes, um brownie saudável “É uma surpresa, eles são deliciosos e se forem bem aceitos eu tenho intenção de coloca-los no cardápio em breve”, afirma a empresária. Para quem tiver interesse em comprar as marmitas basta entrar em contato pelo telefone (65) 98474-6070 e falar com a Jessica, ou pela pagina oficial no Instagram. As taxas de entrega são fixas de R$ 5 para Várzea Grande e R$ 10 para endereços em Cuiabá.

#alimentação #nutricionista #alimentha #jessicagreco

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square