Onze projetos de MT são premiados pelo Ministério da Cultura



Onze projetos de Mato Grosso foram premiados na última segunda-feira (22) pelo Prêmio Culturas Populares 2018, edição Selma do Coco, do Ministério da Cultura. O resultado foi publicado no Diário Oficial da União. No total, foram 2227 projetos avaliados por uma Comissão de Seleção, e 95 selecionados.

De acordo com a assessoria, foram analisados fatores como a contribuição sociocultural que a iniciativa traz às comunidades e a melhoria da qualidade de vida dessas comunidades a partir de suas práticas culturais, entre outros critérios. Em Mato Grosso, foram premiados: Domingas e o Flor Ribeirinha, de Cuiabá (nota 99,5); Artesanato da Fabricação da Viola de Cocho, de Santo Antônio de Leverger (nota 95,5); Musicalização Através da Viola de Cocho Tomaz Flaviano da Silva, de Cuiabá (nota 95,5); Grupo de Siriri Passo Miudinho, de Várzea Grande (nota 95); Grupo Estrela Guia, de Várzea Grande (nota 76); Grupo Renascer do Espírito Santo, de Juína (nota 60); Grupo Teatral de Tangará da Serra (nota 95); Associação do Grupo de Siriri Flor de Atalaia, de Cuiabá (nota 89); Federação dos Grupos de Cururu Siriri de Mato Grosso, de Cuiabá (nota 84) e Associação Cultural Itinerante de Ações, de Várzea Grande (nota 67,5). Cada um dos projetos selecionados vai receber R$ 20 mil, totalizando R$ 10 milhões em recursos. É o maior volume já disponibilizado pelo projeto, que em 2018 chega a sua sexta edição. O objetivo da iniciativa é fortalecer as expressões culturais populares brasileiras, retomando práticas populares em processo de esquecimento e que difundam as expressões populares para além dos limites de suas comunidades de origem. Dos que foram premiados, três são de Várzea Grande, dentre eles o Grupo de Dança Estrela Guia e A Associação das Manifestações Folclóricas de Mato Grosso - AMFMT, criada e com sede em Várzea-Grande. As atividades culturais realizadas pela AMFMT ficaram classificadas como o segundo melhor projeto da região Centro-Oeste com 98 pontos dos 100 possíveis e um dos melhores do País. Criada em 2003 com o objetivo de manter vivas as manifestações folclóricas de Mato Grosso, a Associação realiza trabalhos que contemplam a área sociocultural, e faz oficinas de aprendizagem de manifestações folclóricas em escola municipais e estaduais. Sua sede administrativa fica no bairro Jardim Glória I, em Várzea Grande.


Posts Em Destaque
Posts Recentes