Projeto lança álbum com bandas e artistas independentes de MT

October 25, 2018

Coletânea conta com três mil cópias e está sendo distribuída gratuitamente ao público
 

 

Em consonância com o mês do Compositor Brasileiro (celebrado em 7 de outubro), o Malcom Pub lançou a versão digital da coletânea “Viva a Cena!” – um projeto que reuniu em um álbum especial faixas de 19 bandas e artistas locais que já passaram pela casa.

 

A obra já pode ser conferida nas plataformas de streaming de música Spotify, Deezer, Apple Music e Google Play.

 

A partir desta semana, o intercâmbio artístico também irá ganhar força por meio de shows dos músicos integrantes da coletânea em escolas de Cuiabá. Com apoio da Bateras Beat e da Império de Som, as bandas Lopes e Ponto Seis se apresentam para os alunos dos colégios Maxi e Master, durante o intervalo matutino das aulas, nos dias 24 e 25 de outubro, respectivamente.

 

Fruto de quatro anos de trajetória do Malcom e de oito edições do projeto “Viva a Cena!”, a coletânea reúne diferentes universos musicais e tem como ponto de partida o rock’n’roll – seguido por uma cadência de vertentes que se comunicam com o gênero, como o reggae e o rap.

 

Ao tecer condições para que os artistas construam seu caminho na cartografia da canção autoral mato-grossense, uma versão física da obra – que conta com três mil cópias – está sendo distribuída gratuitamente ao público.

 

Conforme explica o diretor geral e idealizador do projeto, o músico e produtor artístico do Malcom Daniel Scaravelli, para além do objetivo de incentivar de forma sustentável a produção autoral no Estado, a ideia é fazer o trabalho circular – e, com isso, fomentar o cenário cultural ao estabelecer uma conexão real com o público e, é claro, incentivar novos músicos e bandas a produzirem seus trabalhos. 

 

“Esse é o terceiro passo do projeto ‘Viva a Cena!’, que sai de dentro dos containers do Pub para se propagar por toda a cidade. Isto, por meio do streaming e pelas apresentações nas escolas. O fato é que o rock’n’roll, em especial o autoral local, ainda busca seu espaço nas mídias tradicionais. É um gênero que precisa ser apresentado ao público, principalmente para as novas gerações, o que requer esforço das bandas e produtores. Precisamos mostrar que existe música de qualidade e artistas consolidados por aqui”, ressalta.

 

Diretor musical da coletânea, o músico Wel Ribeiro reforça que – tendo em vista que a obra também é uma espécie acervo fonográfico e guia da produção autoral cuiabana – tornou-se essencial a disponibilização do álbum online.

 

Inclusive, dados da Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI) apontam que os serviços de streaming de música se consolidaram como a principal fonte de renda do setor, com 176 milhões de usuários pagos e ultrapassando as vendas físicas em 2017.  

 

“Colocar a coletânea em plataformas digitais era algo que estava em nossos planos desde a primeira conversa sobre o projeto, pois – assim – a obra irá durar para sempre. Sem contar que somos o segundo país que mais consome música em streaming no mundo. Logo, o artista que não está nessas plataformas basicamente não existe. O contratante está lá. O público também. Ele pode até conhecer sua música de um show e assistir seu videoclipe, mas quando quiser ouvir de novo e não te encontrar no streaming, você perderá a chance de ganhar um seguidor – que é quem levará seu trabalho adiante", pondera o músico, que participa do projeto com a faixa “Menino Vadio” ao lado da banda Ponto Seis.

 

Coletânea Viva a Cena

 

Além de contar com o engajamento das bandas, a coletânea "Viva a Cena!" tem como apoiadores o Malcom Pub, a Container Produções e o estúdio Wel Ribeiro. Vale destacar que a gravação foi custeada pelos próprios artistas – que trocaram apresentações na casa pelo valor simbólico do estúdio –, e teve a quantia arrecadada no lançamento da obra, no dia 25 de agosto, revertida para a prensagem dos CDs.

 

Também participam da coletânea “Viva a Cena!” as bandas Última Forma, Sr. Infame, Mutare, Strauss, T.C.A., Imitáveis, Salomanos, La Barca, Kayamaré e Basefort 65, bem como os artistas Henrique Miranda, Karola Nunes, Wellington Berê, Felipe Faraó feat. rapper Linha Dura, Henrique Maluf, João Reis e André Coruja.  

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Neila Maria Souza Barreto toma posse da Cadeira 19 na Academia Mato-Grossense de Letras

December 3, 2019

1/5
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags