Orquestra da UFMT realiza concerto em alusão ao Outubro Rosa com solista e regente convidados



O penúltimo concerto da temporada Agenda Cuiabá Tricentenária, da Orquestra Sinfônica da Universidade Federal de Mato Grosso (OSUFMT) acontece neste domingo (21), com regência especial do maestro Murilo Alves, e o clarinetista Eduardo Lima como solista convidado. O evento faz alusão ao Outubro Rosa, campanha de conscientização que alerta sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama, e será realizado no Teatro da UFMT.

A apresentação é promovida pela Pró-Reitoria de Cultura, Extensão e Vivência (Procev), e faz parte da Série “Gabriel Novis Neves”, com foco na música erudita sinfônica. No sábado (20) ocorre um ensaio aberto, às 9h da manhã, também no Teatro, com entrada gratuita e sem necessidade de retirada antecipada de ingressos.O maestro convidado, Murilo Alves, é responsável por reger o Instituto Ciranda.


“Ele faz um trabalho de construção e formação de jovens músicos e isso é muito importante porque não temos escolas de música suficientes para dar conta nessa demanda. Desse modo, o Instituto Ciranda e o projeto UFMT em cordas fazem esse trabalho que, no meu entendimento, é fundamental para a manutenção dos grupos orquestrais em Mato Grosso”, afirma o maestro Fabrício Carvalho.Eduardo Lima por sua vez, também é elogiado pelo maestro. “Todo concerto tradicional, numa ordem de programa, é proposto para instrumento e orquestra. Aí entra figura do solista.


O Eduardo Lima vai fazer o solo em a “Introdução, Tema e Variações para Clarinete e Orquestra” e mostrar, além de toda virtuosidade que Rossini pensou para o instrumento, sua capacidade virtuosística de mostrar até que ponto esse diálogo da clarineta com a Orquestra se efetiva. O resultado final é fantástico”, completa.


O repertório contará com a abertura da ópera “O Morcego”, de Johann Strauss, “Introdução, Tema e Variações para Clarinete e Orquestra”, de Gioachinno Rossini, “Dança Slava n. 2”, de Antonin Dvorak e “O Moldava”, de Bedrich Smetana. “É um repertório bastante difícil e exige bastante da Orquestra.


São obras de muito peso e que estão nos principais programas das grandes orquestras do mundo todo. Não tenho dúvida que será um concerto fantástico”, finaliza o maestro.


Confira o programa completo AQUI.



Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
CONTATO

Neila Barreto

Jornalista e Historiadora

Telefone:

65-99981-7764

 

Email:

neila.barreto@hotmail.com 

  • Black LinkedIn Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black Google+ Icon
  • Black Instagram Icon

© 2023 Luiz Ernesto Barreto Proudly created with Wix.com