Usando o celular, fotógrafo cuiabano faz ensaios para digital influencers como Carlinhos Maia


Foi de forma despretensiosa que o cuiabano Marcus Vinícius Ferreira Costa, formado em direito, começou a tirar fotos e publicar nas redes sociais, em 2012. Hoje, seis anos depois, ele já viajou para pelo menos sete estados do Brasil e fez ensaios de digital influencers como Lucas Guimarães (1,1 mi seguidores), Ney Lima (1,6 mi) e Carlinhos Maia (9,8mi).


“Eu criei minha conta no Instagram em 2012. Não tinha intenção que minhas fotos ‘bombassem’ um dia”, contou ao Olhar Conceito. Marcus faz MBA em Gestão Empresarial pela FGV, trabalha em um escritório e em uma empresa de assessoria jurídica. “A quantidade de seguidores que chegou e a quantidade de impressões que estão acontecendo atualmente é muito grande, eu até me espantei”.



As primeiras fotos publicadas por ele eram da própria família e de paisagens e lugares especiais, como a ‘viola de cocho’, onde ele passa diariamente. Foi por meio destas fotos que a assessora dos digital influencers conheceram seu trabalho. Ele foi convidado, então, para ir até a Bahia fazer as fotos de Ney. “As fotos deram um retorno muito grande, meu Instagram passou a ter ainda mais seguidores. A primeira foto que ele postou teve quase 300 mil curtidas e 1,5 milhões de impressões”, conta.


O segundo a procurar Marcus foi Lucas Guimarães. Para fotografá-lo, o cuiabano foi até Fortaleza para fazer o ensaio. Carlinhos Maia, então, também gostou do trabalho, e convidou o fotógrafo para fazer um ensaio de sua mãe, que também tem mais de um milhão de seguidores nas redes. “O maior desafio foi ir para a vila do Carlinhos Maia, fazer as fotos lá, ele tem 1 bilhão de visualizações por semana e o segundo maior Instagram do Mundo. Eu fiquei muito nervoso (sou fã dele), então meu desafio aumentou, incluindo as fotos que faço (os últimos ensaios são fora de Cuiabá) isso é um desafio, fotografar fora da zona de conforto”, comemora.


O diferencial de Marcus é que todas as suas fotos são feitas somente com Iphone, e a edição também é feita no aparelho. “Eu nunca fiz curso algum de fotos, sempre olhei para as cosias com um olhar diferente”, afirma. “Eu acho que é um diferencial ter uma qualidade de ângulo é resultado final de foto pelo celular (iPhone no caso). Meu segredo é olhar pra o todo com alma, para as pessoas conectar com ela, com a alma dela e desenvolver algo diferente do que ela já teve”, explica. Para o futuro, ele pretende continuar a fotografar, além de outros estaods, também em Mato Grosso. “Quero o desenvolvimento do meu trabalho com a fotografia digital no meu Estado, amo as paisagens daqui, gostaria de fazer ensaios pela capital e interior também”, finaliza. Serviço Conheça o fotógrafo AQUI.






Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square